Trecho da Obra Sem Valor

by - 19:13

O Sem Valor sempre terá no meu coração, um lugar único...Foi o meu primeiro grande trabalho e foi o meu melhor amigo durante meses. Lembro-me quando corria para entrar no meu mundo, sentar na secretaria e escrever tudo que eu sentia. Eu criei a Lira para ser a mensageira da minha dor. Eu tinha 20 anos quando escrevi esta obra mas sempre achei que o meu sofrimento carregava decádas de vida, sempre fui considerada imatura por falar tudo que penso e por acreditar no coração de pessoas que não têm coração, mas por outro lado, havia maturidade em mim...Maturidade essa de saber me erguer e usar a escrita para me curar, que ensinou-me que as mágoas são passageiras, e que devo amar-me e não ter vergonha da minha angústia. O Sem Valor salvou-me!... Tornou-me mais humana...










You May Also Like

0 comments