Um dia com um gênio...Telma Lee

by - 18:13

A nossa querida Telma foi escolhida pelo nosso blog para ser a primeira entrevistada na iniciativa "Um dia com um gênio", não simplesmente pelo seu sucesso musical mas pela sua doçura, espontaneidade e humildade em ajudar e participar de projectos criativos e independentes. Considero a Telma uma das melhores vozes da juventude Angolana actualmente, e espero vê-la triunfar cada vez mais.


Nome: Telma Manuel "Telma Lee"
Data de Nascimento: 10 de Maio de 1993
Local de Nascimento: Luanda


"Cada dia tenho aprendido que a humildade é a essência de qualquer ser humano..." Telma Lee




- Porquê a música, e não a dança ou teatro, por exemplo?

Estava escrito, são coisas que tu sentes que é o destino, que Deus quiz. Sempre dancei deste muito nova, fiz teatro mas a música surgiu num concurso de escola em 2007. Inscrevi-me, numa brincadeira, usei a minha personalidade extrovertida e ganhei. Só não sabia que o concurso teria tanta popularidade notoriedade...Então foi isso, a música aconteceu...Encontrei na música uma plataforma para exprimir as minhas experiências pessoais...Quando tinha 16 anos engravidei e senti necessidade de contar a minha história pela música, a música fez-me sentir-me bem..."Quem canta, seus males, espanta!" Senti-me melhor ainda quando participei no Angola encanta, sai em terceiro lugar, e aí foi a confirmação do meu talento, e aí não tive dúvida! Quando terminei o médio no Macarenco, ainda fiz uns cursos bancários mas a música chamou-me. Consigo gerir muito bem a minha vida, com ajuda de Deus, a música salvou-me. 









- Como a música mudou a sua vida? Achas que és uma pessoa diferente? O que mudou em ti?

Eu não me vejo como as pessoas, me vêem, eu não sou a "famosa e tal", ainda sinto que falta muito para realização como cantora. Estou feliz pelo que já conquistei, pelo que Deus e as pessoas ao meu redor têm feito por acontecer, por tudo que tem acontecido. Posso dizer: Estou feliz! Mas a pergunta é difícil de responder porque falta muito mais...





Acho que na minha maneira de ser não mudei nada mas acho que tenho que mudar porque sou muito imatura. Mas sinceramente, o que mudou é não saber exactamente a intenção das pessoas, se querem estar perto de mim, por mim ou por algum interesse...pessoas que me amam mas não sei se me amam de verdade...as vezes isso torna-me anti-social. Mas de uma maneira geral, nada mudou...


- O que aprendeste desde que te tornaste uma cantora com reconhecimento a nível nacional e que gostarias de ensinar aos outros?

Cada dia tenho aprendido que a humildade é a essência de qualquer ser humano, sem ela não conseguimos ir a lado nenhum, mas quando falo de humildade, não fala de simulação de certos comportamentos mas a essência da humildade, no verdadeiro sentido da palavra, leva-nos além de fronteiras, e devemos agarrar sempre a mao de Deus. Sabemos onde queremos chegar mas não sabemos como vamos chegar, que lugar vamos passar, por isso temos que pedir sempre protecção vinda de Deus.



 Eu nunca vi o quanto existe maldade, agora que cresci vejo. Aos meus 23 anos de idade sempre achei que tudo fosse fantasia, aprendi que existe sim pessoas más! E não se esqueçam, não devemos agir como crianças imaturas!


- Escreves todas as tuas letras? E elas são inspiradas em momentos pessoais?

Nem todas, algumas eu dou a ideia do tema e criam. Não são inspiradas na minha vida, só a música "Acaba de me matar" que fiz especialmente para alguém...


- Notei que mencionas muito o Senhor todo Poderoso. És muito religiosa? Achas que a tua fe é a razão do teu sucesso?

Não acho, tenho a certeza! Lembro-me das vezes que orei com o meu filho no colo, por coisas que hoje as a tenho. Sim! Definitivamente a minha fé contribui para o meu sucesso todo. Não me considero religiosa mas acredito muito em Deus. Tenho medo de magoar o sagrado coração de Deus.


- Qual é a tua rotina? o que fazes quando acordas e durante o dia?


Quando estou em luanda, chovem entrevistas, muitas entrevistas...E quando não tenho entrevistas, estou no estúdio. E quando não estou no estúdio, fico em casa, acordo muito cedo para preparar o meu filho e leva-lhe á escola. Arrumo a casa, faço coisas de mulher...E adoro estar sozinha.


- Coisas que gostas? (Numera-as de forma aleatória)

 Cantar, estar com os amigos, navegar na internet, rezar (hábito/necessidade)...


- Coisas que não gostas?

Falsidade e mentira, odeio!


- Consideras a carreira de cantor difícil? Achas que seria mais fácil se fosses economista, advogada, e por ai fora?

Não considero mais fácil e nem mais difícil, são profissões extremamente diferentes, na qual precisa de muita atenção e de dedicação do profissional...Para ser sincera, não me vejo a fazer outra coisa. Possa até ser empresária futuramente mas tudo no ramo da música, marketing e entretenimento. 


- Que projectos estas a trabalhar agora?


Estou a compilar o albúm para fecha-lo, para ver se conseguimos lançar em Novembro, fins desse ano ou o próximo. Novo vídeo brevemente...boa coisa! Talvez retome as aulas proximo ano...Tenho que voltar a estudar!... Mas voltando ao albúm, está quase a sair. 




Como te vês no meio de tanta concorrência e o que achas que trazes de diferente ao mundo da música angolana?

A minha maior concorrência sou eu, lógico que temos cantores extremamente talentosos, cada um faz bem o seu trabalho, na qual eu sou eu fã incondicional...Cada dia estamos a inovar, a engrandecer a nossa cultura. De inovação, acho que trago jovialidade e força de vontade em singrar na vida, trago verdade nas minhas músicas, as pessoas conseguem sentir o quão natural a música é para mim e o quanto gosto de cantar...a verdade das minhas canções, cada palavra, cada melodia torna-me diferente...


- Para descontrair e finalizar:

Cantor favorito: Rihanna
Música favorita: "Sou versátil, ouço de tudo e depende muito do momento."
Comida favorita: Picanha
Cor favorita: Branco
Frase inspiradora: "Deus é bom a todo tempo."









Se és cantor, estilista, escritor, empreendedor, fotógrafo, e um jovem promisor, e tens interesse de partilhares nesta plataforma a tua história ou fazer parte do projecto audiovisual, escreve para [email protected].


You May Also Like

0 comments